segunda-feira, 18 de abril de 2011

O Ritual





Esse bom filme é a adaptação do livro de Matt Baglio, baseado em fatos reais.
Ele narra a história de um seminarista em crise e cético que tem que confrontar suas próprias verdades durante um curso de exorcismo em Roma.
Ao lado de um experiente padre exorcista e de uma jornalista, ele descobre no que acreditar.

Colin O'Donoghue e Alice Braga estão bem em seus papéis...mas o destaque vai para o maravilhoso Anthony Hopkins. Sério...qualquer filme já valeria a pena só por tê-lo no elenco.
O jornal " O DIA" publicou uma entrevista com um padre exorcista e com o próprio autor do livro que vocês conferem a seguir:

- Segundo o escritor ítalo-americano Matt Baglio, autor de 'The rite' (O Rito), 90% das pessoas que procuravam os exorcistas com os quais ele teve contato não precisam do ritual. Como identificar pessoas realmente possuídas e quais os cuidados que os exorcistas tomam para não ministrarem rituais em quem não precisa 
Resposta: Antes de tudo eu acredito perfeitamente que a maioria daqueles que vem até nós, exorcistas, pedindo para serem libertos, na verdade são apenas pessoas que estão doentes psicológica ou psiquiatricamente. Mas isso não significa que não precisam de ajuda. É prejudicial convencer a pessoa que ela está possuída quando ela não estiver; é do mesmo modo prejudicial mandar embora a pessoa que vem até nós pedindo ajuda. Se nós negamos ajudar, ao passo que a pessoa está apenas doente, você está arriscando vê-la buscar ajuda de espíritas ou feiticeiros. Nem sempre é fácil discernir quando a pessoa está psicologicamente doente ou possuída. A razão é que, muitas vezes, as manifestações podem ser parecidas a histeria, esquizofrenia ou de um psicopata. Aqui nós precisamos apenas de discernimento espiritual. No caso, ante de ser tratado pelo exorcista, deve ser tratado por um psiquiatra ou psicólogo, mas a última palavra nem sempre é da Ciência. A Ciência não pode entrar no campo espiritual. Então, um exorcista deve sempre rezar diante da pessoa: às vezes através da Oração de Cura, às vezes através da Oração de Libertação e às vezes através do Exorcismo, de acordo com os diferentes casos.
Somente exorcistas com autorização especial podem se envolver neste tipo de cerimônia. Como é a formação desde tipo de sacerdote?
 
Resposta: Antes de mais nada, devemos ter em mente que todo sacerdote é um exorcista através de sua ordenação sacerdotal. Mas apesar disso, nem todo sacerdote pode exercer este ministério, mas somente aqueles que forem autorizados pelo bispo de sua Diocese.
Cabe ao bispo escolher quem ele julgar mais preparado para este difícil ministério.
Provavelmente o bispo tenta encontrar o padre que também tenha este carisma. Mas o fator mais importante é a nomeação do bispo.
Embora a oração litúrgica do exorcismo possa ser dita somente pelo exorcista oficial, todo sacerdote pode pronunciar a oração de libertação no povo, esta é a oração na qual o padre pede para Jesus libertar a pessoa do espírito do mal, mas sem usar o rito litúrgico, reservado somente ao exorcista oficial.

O que são os rituais depreciativo e imperativo ?
 
Resposta: Nós chamamos de oração depreciativa aquela através da qual pedimos a Jesus para libertar a pessoa, enquanto que a oração imperativa é aquela através da qual um exorcista ordena, em nome de Jesus e pelo poder da Igreja, que o demônio desapareça.
Todos os sacerdotes e cristãos podem usar as orações depreciativas. As orações imperativas devem ser ditas somente pelo exorcista oficial.

O autor americano também diz que, em algumas situações, os exorcistas não são vistos por alguns membros da Igreja, que consideram a prática "medieval" demais. Isso é verdade ?
 
Resposta: Infelizmente, é verdade. Embora Paul VI, João Paulo II e o Papa Bento XVI terem falado clara e diretamente sobre a existência e a habilidosa atividade do demônio, apesar da Bíblia ter inúmeros textos sobre o diabo, apesar do ministério do exorcismo estar claramente mencionado no Código Canônico, vários sacerdotes e alguns bispos ainda carregam em dúvida a necessidade de tal ministério. Eles apenas consideram todos os casos como casos que a Psicologia e Psiquiatria pudessem resolver. Frequentemente, quando eu encontro esses padres, eu convido-os a presenciarem comigo algum exorcismo. A maioria deles, depois da experiência, muda de opinião!
Como é o procedimento do exorcismo, fisicamente ? (Quais os objetos usados no ritual, onde ele é realizado, em que posição fica a pessoa atormentada)
 
Resposta: Não é fácil responder a esta questão. A razão é que cada caso é único. Além disso, cada exorcista tem seu estilo próprio de conduzir a sessão. Normalmente, os objetos comumente usados são: o próprio Rito do Exorcismo, água e sal bentos, o Crucifixo, o Rosário, a hóstia Consagrada, a Bíblia... A maior parte dos exorcistas ministra o Rito na Igreja, mas outros preferem a casa do possuído ou outro local. A pessoa normalmente fica sentada quando o exorcismo começa, mas depois termina no chão, em transe.
Quanto tempo dura um exorcismo ?
 
Resposta: Neste caso também, não temos a mesma resposta para todos. Há aqueles que, depois da sessão, estão completamente libertos. Outros precisam de mais sessões. Às vezes a pessoa só é liberta após anos. Isto não depende do poder do exorcismo e tampouco da gravidade do caso, mas somente do plano de Deus para aquela pessoa. A sessão normalmente leva de uma a quatro horas.
Qual foi o mais dramático no qual o senhor esteve envolvido ?
 
Resposta: É difícil escolher um dentre os muitos casos que eu conduzi.
Mas apenas para mencionar um caso: Eu estava celebrando quando uma joem garota aproximou-se do altar, pegou o crucifixo e começou a bater em mim com ele.
Quando as pessoas perceberam o que estava acontecendo, forçaram a garota a sair da Igreja e levaram-na até uma sala. Ela estava extremamente violenta. Depois da Missa eu fui vê-la. Um homem forte estava segurando-a. Eu constatei que não era um caso psiquiátrico e comecei minhas orações. Durante as orações - enquanto ela estava em transe - confessou que seu pai era satanista e tinha consagrado-a para Satanás através de um ritual. Em outro ritual ela havia aceitado Satanás com seu esposo.
Este foi um caso muito difícil, uma vez que o demônio considerava o corpo dela como sendo a casa dele. A garota foi liberta após algumas sessões.

Como se 'prevenir', se é que isso é possível, de um possessão ?
 
Resposta: Se você não quer que um ladrão entre na sua casa, você deve protegê-la e fechar toas as portas e janelas hermeticamente.
Muitos deixam portas e janelas abertas. Eles nunca rezam, nunca buscam o Sacramento da Reconciliação e a Eucaristia. Muitos deles se aventuram nas drogas, álcool, jogam, caem no adultério e em outros tipos de pecados.
Não somente, mas alguns se envolvem no ocultismo, satanismo, espiritismo e nova era.
Não dizemos que todos eles estarão sendo possuídos, mas que eles estão de portas abertas para o demônio.
Se você não deseja que o ladrão entre na sua casa, esteja em alerta.
 

Em entrevista a O DIA , Matt Baglio  falou sobre as cerimônias que acompanhou e disse que, definitivamente, “alguma coisa” fora do normal acontece durante os ritos. Matt descobriu o curso ‘Exorcismo e orações’, em 2005. As aulas aconteciam no Ateneo Pontoficio Regina Apostolarum, uma universidade filiada ao Vaticano. O escritor conheceu, então, o padre americano Gary Thomas, que nunca tinha sequer assistido a um exorcismo, e acompanhou seu treinamento nas aulas e com um exorcista veterano.
Durante o período em que preparou o livro, Baglio conseguiu presenciar 20 cerimônias. “Tive a oportunidade de ver vários exorcismos violentos, mas, durante minha pesquisa, eu já tinha lido e ouvido o bastante para saber o que esperar. Acho que tive mais medo antes de escrever o livro do que depois”, conta.
“Vi uma mulher cuja voz mudou dramaticamente, ficando muito grossa e gutural, o que não soou humano para mim. Também vi casos em que as pessoas reagiram muito violentamente, empurrando e até vomitando”
, relata. 
Após conversar com vários exorcistas e vítimas, Baglio tem uma certeza: é prematuro descartar a veracidade das possessões. “Mesmo que você não acredite no diabo, como explicar o paranormal? Muitas pessoas racionais e inteligentes, incluíndo médicos e cientistas, tiveram experiências estranhas que simplesmente não puderam explicar pelos meios prosaicos. Talvez em 50 anos a ciência possa explicar o que acontece, mas, até lá, acho que é prematuro eliminar essa hipótese”, afirma.
Parceria com psiquiatras é fundamental para a IgrejaDurante quatro meses, os exorcistas tiveram, entre outras, aulas de história, criminologia, cultos satânico e psiquiatria. Perceber se a pessoa afetada tem problemas psiquiátricos é uma das principais preocupações: a maioria dos que procuram o exorcismo, segundo Baglio, não precisam dele. “A Igreja Católica é muito clara de que o exorcista deve ser o maior cético e eliminar todos os casos de doenças mentais, trabalhando com um psiquiatra ou psicólogo antes do rito”, conta.
Ele diz que conversou com psiquiatras que recomendaram o exorcismo depois de presenciarem fenômenos estranhos. Nem todos os alunos do curso tinham permissão para realizar exorcismos, como Gary.

Eu fiquei pensando que seria demais ir a uma escola do Vaticano para exorcismo...digamos que eu simplesmente adoro filmes e livros com demônios. Primeiro porque eles sacaneiam a humanidade com classe e depois, porque toda a mitologia que envolve os demônios e anjos caídos é muito interessante.

Não por acaso, Constantine também é um dos meus personagens favoritos!


 Então se você, assim como eu, é uma pessoa estranha, que gosta de coisas estranhas...acho que vai se divertir!




3 comentários:

  1. Vou ler mais, afinal, meu romance terá um suicida possesso!

    ResponderExcluir
  2. Adorei *_*
    Vou querer ler, com certeza!

    ResponderExcluir
  3. Tb gosto de filmes com demoninhos. Quero ver esse filme!

    ResponderExcluir